As boas do carnaval 2018 no Rio de Janeiro

Data

08 de February, 2018

Share

As mãos ao alto sugerem um assalto coletivo, mas é só o carnaval roubando corações por aí. Sim, é carnaval. O taxista reclama que ficou uma hora engarrafado por causa de um bloco. No metrô, a pequena multidão se enfileira desorganizadamente para comprar bilhete e, no vagão, a cantoria de endiabrados e tigresas ecoa com refrões maliciosos. No poste, uma colombina chora com cerveja na mão. No escuro, o brilho das fantasias é como farol que diz: sim, é carnaval. No claro, crianças dão os primeiros passos na festa e, mesmo sem saber falar, anunciam: sim, é carnaval. No quarto, o som de fora invade e pavoneia: sim, é carnaval. No Facebook, pipocam fotos espontaneamente forjadas, reclamações de furto de celulares, e registros de pessoas à beira do orgasmo, conquistado com sarrada, batuque e dança. As legendas não negam: sim, é carnaval.  A moça tímida do trabalho se desdobra em odalisca-sereia-jojô-toddynho. Que tiro foi esse? Pergunte e ela dirá: sim, é carnaval. Aqui estamos, num sim coletivo ao… Enfim, já entenderam, né? O guia da semana aposta ainda mais no sim e traz um sem-fim de jeitos de ser feliz. Quem é do bloco do não-carnaval, não se espante, cante: tem coisa para ver e se inspirar também. O que a fricção não resolve, a ficção salva. Amém. Dê seu jeito de curtir. Comece por aqui :)

Temos também um guia bem completão de blocos aqui.

* Foto destaque: Alexandre Macieira, da Riotur.

Data

08 de February, 2018

Share

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter