Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

SXSW

Cobertura pré e pós do SXSW 2020 com as melhores dicas: quais são as palestras, ativações, shows e festas imperdíveis no festival.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

Como é a Travessia Cobiçado x Ventania, em Petrópolis

Quem escreveu

Luciana Guilliod

Data

29 de September, 2020

Share

A Travessia Cobiçado x Ventania é o típico programa que a gente gosta de indicar no Fit Happens: atividade física como parte da viagem ou uma atividade do dia, mas também uma imersão na natureza, uma conexão para nos sentirmos uma só coisa com o destino onde estamos. Vem com a gente saber como é a travessia Cobiçado x Ventania, em Petrópolis, na Serra dos Órgãos.

Na Travessia Cobiçado x Ventania, panoramas lindíssimos da Serra dos Órgãos e do Rio de Janeiro são descortinados num trajeto de 12km, na histórica cidade de Petrópolis. O percurso é o segundo trecho dos Caminhos da Serra do Mar, circuito de trilhas da região Sudeste.

A travessia é feita pela crista das montanhas, com visuais incríveis e sol na moleira o tempo todo. Por isso, quanto mais cedo você começar, melhor. A melhor época para a travessia – e a temporada de montanha no Sudeste – são os dias secos do inverno.

Primeira parada na travessia Cobiçado x Ventania, o pico do Cobiçado (foto: Luciana Guilliod)
Primeira parada: o pico do Cobiçado (foto: Luciana Guilliod)

A trilha é relativamente intuitiva e bem sinalizada, e se você fizer apenas o bate e volta aos picos, dá para arriscar ir sem guia. Na travessia em si há pouca gente mesmo num fim de semana, e o caminho já não está tão bem cuidado. Melhor ir com alguém que conheça o caminho.

É programa para o dia inteiro – quanto mais tempo de contemplação na Serra dos Órgãos, melhor. São muitas as possibilidades: se você estiver com pouco tempo ou disposição, pode apenas fazer o bate e volta até os picos do Cobiçado ou do Ventania, como muita gente. Caso contrário, faça a travessia e no meio do caminho – não se assuste com os nomes, mas leve uma água benta por meio das dúvidas –  suba os picos dos Vândalos, Diabo e Tridente.

Veja também:
Dicas para fazer a Travessia Petrópolis – Teresópolis
Como é o trekking nos Lençóis Maranhenses até o primeiro oásis

Foto do alto do Pico do Cobiçado, que fica no Parque Estadual da Serra dos Órgãos. - foto: Luciana Guilliod
É distanciamento social que você procura? (foto: Luciana Guilliod)

O carro fica estacionado no ponto final da linha de ônibus Caxambu-Santa Izabel, ao lado da igreja da vila Três Pedras. Essa dica vai facilitar sua vida no fim da trilha, pois dá para pegar esse ônibus na descida do Ventania, no Caxambu – ou caminhar mais os três ou quatro quilômetros desse trecho. Também é importante levar bastante água, já que não dá para captar durante a trilha.

A travessia começa arrancando o band-aid: a subida do Cobiçado é a parte mais desafiadora, com um desnível de uns 500m em pouco menos de 2km. Distraia-se identificando as espécies de hortaliças plantadas na região, um desafio aos cidade-granders. (Você sabia que em Petrópolis tem 768 produtores rurais? Se fizer a travessia, verá boa parte deles.)

Em compensação, a vista do alto do Cobiçado é um deslumbre: a cidade de Petrópolis, os Castelos do Açu, parte da travessia Petrópolis-Teresópolis, e até o relevo da zona sul do Rio de Janeiro. O que realmente me impressionou foi conseguir enquadrar toda a Baía de Guanabara em uma foto. O ditado “cada um tem a vista da montanha que subir” nunca fez tanto sentido.

O Pico do Cobiçado, na travessia Cobiçado x Ventania, é dos poucos lugares onde a Baía de Guanabara cabe inteira em uma foto. (foto: Luciana Guilliod)
Dos poucos lugares onde a Baía de Guanabara cabe inteira em uma foto. (foto: Luciana Guilliod)

Gaste um tempo fazendo muitas fotos e repondo as energias com um lanchinho. O segundo pico da travessia é o Morro dos Vândalos, com uma subidinha chata, porém curta, uma descida e outra subida forte. Com 1742m de altitude, o Morro dos Vândalos é o ponto mais alto da travessia Cobiçado x Ventania.

Siga contornando a Pedra do Diabo. Eu subi, mas entendo se você preferir evitar a fadiga, pois a trilha pra subida estava mal cuidada. Em seguida vem o morro do Tridente e começa a descida – o que, em trilha, não significa que você não deva prestar atenção. É um trecho íngreme em terra batida e com poucos apoios de galhos e pedras. 

Acesso ao Pico do Ventania, no Parque Estadual da Serra dos Órgãos - foto: Luciana Guilliod

A chegada ao Ventania é só amor: crista de montanha, capim baixo, plano, com brisa, pedras, flores e um visual arrasador. Não resista à foto clássica na plaquinha de madeira, explore as diferentes visões do platô e faça mais um lanchinho (sim, eu faço muitos lanchinhos).

É comum acampar no alto do Ventania, mas apesar de não ter uma portaria ou controle, a área pertence ao Parque Nacional Serra dos Órgãos e, portanto, não é permitido pernoitar sem autorização formal. Fogueiras também são proibidas. Você não viajou e fez força pra levar uma multa, não é?

Precisa mesmo voltar à civilização? Para descer siga as torres de energia, numa descida suave que tem aproximadamente 2km. Quase no final tem uma cachoeira para você lavar a alma – e o corpo também. Leve roupa de banho e, literalmente, se jogue. A sensação de uma cachoeira pós-trilha vale um milhão de dólares.

A Travessia Cobiçado x Ventania faz parte do Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Foto: Luciana Guilliod)
A Travessia Cobiçado x Ventania faz parte do Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Foto: Luciana Guilliod)

Não quer encarar a água gelada da montanha? O ponto do ônibus que te levará de volta ao seu carro se encontra em frente a um boteco – daqueles com cerveja de garrafa, copo americano e tiozões do interior. Duas das melhores formas de encerrar um dia incrível de travessia Cobiçado x Ventania.

*Imagem de destaque: Luciana Guilliod

Quem escreveu

Luciana Guilliod

Data

29 de September, 2020

Share

Luciana Guilliod

Carioca da Zona Norte, hoje mora na Zona Sul. Já foi da noite, da balada e da vida urbana. Hoje é do dia, da tranquilidade e da natureza. Prefere o slow travel, andar a pé, mala de mão e aluguel de apartamento. Se a comida do destino for boa, já vale a passagem.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.