De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

As boas do mês de julho em Belo Horizonte

Quem escreveu

Tiago Belotte

Data

03 de July, 2018

Share

Parada do Orgulho LGBT de BH

Foto: @upslon (Flickr)

Toda vez que a gente fala de Parada do Orgulho LGBT vale lembrar que é uma festa, é divertida, mas é uma ação de empoderamento e visibilidade para lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros. O tema desse ano não poderia ter mais a ver com o momento: “Mais Democracia e Mais Direitos Humanos: esse é o Brasil que queremos para as LGBT”. A concentração começa na Praça da Estação, onde será feito um ato político e dali segue a festa com trios, shows e apresentação de artistas.

Parada do Orgulho LGBT de BH. Domingo (08.07) das 11h às 20h. Gratuito
Praça da Estação

Festas da PARADA de BH: Wanessa, Valesca, Lia Clark e Pepita

Foto: Divulgação

A Parada já é um movimento de conscientização, mas também é uma festa que traz pra perto outras iniciativas e comemorações. Esse ano o antes, o durante e o depois estão bem garantidos. Na sexta tem Valesca Popozuda na Escola de Samba Cidade Jardim e no after tem Wanessa, Lia Clark e Mulher Pepita no Distrital. Quer dizer que dá pra começar a Parada na sexta e terminar só na segunda.

Festas da PARADA de BH: Wanessa, Valesca, Lia Clark e Pepita. Sexta (06.07) e Domingo (08.07)
Escola de Samba Cidade Jardim e Mercado Distrital do Cruzeiro

Gayzada Pride 2018

Foto: @nandabombonato / @qu4rtostudio

Estamos temáticos? Estamos temáticos. No mês do orgulho LGBT não falta é rolê pra ajudar a pensar no tema. A Gayzada chega inspirada na Parada e traz as djs Halessia Rockefeller (SP), Thales Albuquerque, Bukzem, Lázaro dos Anjosm Lorena Lee e a dj oficial da Parada LGBT de BH, Isabelle Gee. As performances ficam por conta de Penélope Fontana e Femmenino.

Gayzada Pride 2018. Sexta (06.07) a partir das 23h. Gratuito (primeiras 400 pessoas)
A Fábrica. Av .Tereza Cristina, 295, Carlos Prates

Peraí, que tem mais

Alegria é ver o primeiro esquenta do Festival Sarará com um line up lindo desses: Lagum, HOt e Oreia, Djonga e os djs Xereu, Kigndom e Raquel Feu.
WARM UP :: Festival Sarará. Domingo (01.07) a partir das 16h. Ingressos: R$50
Bud Basement. Rua Itambé, 200, Floresta

Festinha junina que cola cumbia com forró, guiro com zabumba, quentão com tequila.
Arraial das Lhamas. Sexta (06.07) a partir das 22h. Ingressos: R$15
Bar Latino. Avenida Tereza Cristina, 537, Carlos Prates

Um arraiá com Kdu dos Anjos, Raquel Feu, Jaka e Fofuracão 2000.
Balancê. Sexta (06.07) a partir das 20h. Primeiro lote: R$10
Galpão LaTrupe. Av. Francisco Sá, 6, Gutierrez

A festa BASE PoA, de Porto Alegre, encontra a trupe da 101Ø.
101Ø + BASE PoA showcase. Sexta (13.07) a partir das 22h. Ingressos: R$15
Galpão BudBasement. Rua Itambé, Floresta

Festa @bsurda com line up: BASS N’ FLASS, Babi Bowie, Paty Terra, Lu Escarbe e Helen Saff.
Velcro. Sábado (14.07) a partir das 23h. Ingressos: R$15
Deputamadre Club. Av. Contorno 2028, Floresta

Quem escreveu

Tiago Belotte

Data

03 de July, 2018

Share

Tiago Belotte

Tiago Belotte é apenas um curioso que nas horas vagas está à frente do CoolHow – laboratório de inteligência criativa sediado em Belo Horizonte. Aliás, BH é cidade de nascimento, mas é também uma escolha. Tanto que junto com dois amigos fundou o Beagá Cool – prêmio que virou distrito de negócios criativos, ousados, originais e locais.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.