Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

As experiências que marcaram a CES 2020

Quem escreveu

Vanessa Mathias

Data

14 de January, 2020

Share

Apresentado por

O que rolou no festival dos apaixonados por gadgets

Depois de 4 dias intensos em Las Vegas, chegou a hora de organizar os aprendizados da CES 2020, a primeira parada do ano do nosso projeto Decoding! E como explicamos no post anterior, essa não é uma tarefa fácil: foram mais de 1,100 palestrantes e 4,400 empresas expositoras mostrando mais de 20 mil produtos espalhados em diferentes centros de convenções pela cidade. Aconteceram keynotes com os CEOs da Samsung, Delta e do Head da Mercedes-Bens. O governo americano também participou em peso do festival, contando com a presença da própria assessora presidencial Ivanka Trump, a Secretária em Transportes Elaine Chao e o CFO da NASA Jeff DeWit. Além disso, a CES é também o maior evento de gadgets do mundo, exibindo inovações de 46 países diferentes. Ufa! Respirou? 

Com tantas coisas diferentes para ver, ouvir e sentir (afinal, Las Vegas é uma explosão para os sentidos), empresas digladiam-se para chamar a atenção do seu público. A hashtag #AgeofExperience, utilizada pela Samsung, parecia resumir a aspiração de todos ali: encontrar uma experiência marcante, viver algo desconhecido, e claro, prever um pouco do futuro. Este último ponto, na verdade, é um dos maiores atrativos do festival: como muitas empresas apresentam por lá as tecnologias que estão desenvolvendo ou o que irão lançar no mercado durante o ano, o CES funciona como uma janela para o futuro do presente. Reconhecer as tendências do festival é essencial para compreender quais tecnologias afetarão a vida dos consumidores nos próximos anos, uma vez que muitas vezes é ali mesmo, no show floor, que investidores e tecnologistas decidem quais serão os passos seguintes de seus empreendimentos. 

Aqui vão as 5 experiências que mais chamaram a nossa atenção no CES deste ano e que nos oferecem um pequeno vislumbre dos cenários futuros que essas empresas pretendem construir.

1. Sem confusão na fila de embarque

PARALLEL REALITY™ e Delta Airl Lines

Sabe aquela sensação de chegar em um aeroporto de um país estrangeiro e ficar um tempo confuso procurando sua informação em uma língua que não entende? A Delta Air Lines quer mitigar esse tipo de confusão usando a tecnologia desenvolvida pela Misapplied Sciences. A tela PARALLEL REALITY pode produzir simultaneamente milhões de raios de diferentes cores e brilho de forma controlável. O que isto significa? Que pessoas diferentes podem olhar para a mesma tela mas cada uma irá visualizar conteúdos personalizados e individualizados, como por exemplo a linguagem de preferência do consumidor, suas informações de viagem, direções para seu portão de embarque. O Chief Operating Officer Gil West da Delta explicou que essa tecnologia tem o potencial de reduzir o stress dos passageiros nos aeroportos mais movimentados e deixar a viagem mais fluída. O primeiro teste será feito no aeroporto de Detroit, e preocupados com a segurança da informação, essa experiência sempre será opcional e as informações do passageiro não serão armazenadas.

2. Cuidado com as informações que você compartilha:

Foto: Amex

Não dá para sair de Las Vegas sem ter visto pelo menos um show circense. A American Express garantiu que mesmo aqueles que estavam na cidade apenas para a CES conseguissem ver uma performance: o mágico Dan White, famoso por seus truques na televisão americana, criou um show exclusivo para a Amex. Após coletar informações sigilosas do público (como o nome do primeiro bichinho de estimação, a rua no qual foi criado, o sobrenome da mãe), o mágico libertava um cartão com todas aquelas informações de uma caixa que estava no teto muito antes do compartilhamento daqueles dados. Impressionante. A American Express, assim como todas as fintechs do show, afirmou que continuará investindo em cyber segurança para que seus clientes possam realizar cada vez mais transações no digital. Porém a moral da história é claro: não compartilhe seus dados com estranhos.

3. Fugindo do trânsito pelo céu:

Além de mostrar uma aeronave em tamanho real e interativa no show floor, participantes do CES podiam ver como irá funcionar o serviço Uber Elevate utilizando óculos de realidade virtual. Este novo serviço, fruto de uma parceria da Uber com a Hyundai, prevê uma infraestrutura de mobilidade urbana bem diferente do que temos hoje, utilizando táxis aéreos elétricos e -futuramente- autônomos. A Hyundai produzirá as aeronaves enquanto a Uber desenvolve a interface com os usuários do serviço. O táxi aéreo, que se assemelha muito com um drone gigante e consegue decolar de forma vertical, já tem testes previstos para esse ano. Durante a experiência em realidade virtual, o serviço mostrava o potencial para agilizar viagens entre e intra grandes centros urbanos.

3. Google, o que é ubiquidade?

A briga dos assistentes de voz continuou durante a CES 2020, e na minha opinião, quem ganhou dessa vez foi a Google. Parecia impossível escapar da presença do Google Assistant: fosse em outdoors interativos gigantes por Las Vegas, ou o estande gigante bem em frente ao centro de convenções principal do evento (com direito a escorregador!), a máquina de “chiclete” desproporcional na entrada do evento ou as dezenas de funcionários com seus inconfundíveis macacões brancos e toucas coloridas espalhado em diversos estandes… Os “amigos” do Google Assistant (como foram chamados os devices que tinham compatibilidade com o assistente de voz) iam de luzes a escova de dentes. Deu para sentir que qualquer tipo de objeto poderia falar comigo a qualquer momento e que uma casa inteira que fala não é um futuro distante, mas apenas uma realidade presente.

4. Ficção científica inspirando a realidade:

Foto: Twitter Mercedes

Durante uma noite do CES, nos arredores da Las Vegas Strip, participantes e curiosos puderam vislumbrar um carro bem diferente dirigindo para a conferência. Era o AVTR (sigla para advanced vision transportation, mas também referência para o filme de ficção científica Avatar) da Mercedes-Benz criado em parceria com o diretor hollywoodiano James Cameron. O visual do carro é bem numa estética futurista, fazendo com que o motorista pareça estar flutuando dentro dele para aqueles que o observavam de fora. Completamente elétrico, o carro pode se movimentar horizontalmente através de um controle que detecta até o batimento cardíaco do seu motorista.

Para aqueles que são ávidos por novidades e gostariam de se conectar (literalmente ou metaforicamente) com a indústria de tecnologia, o CES é um dos melhores lugares. Assim como falamos sobre o Web Summit – painéis de 20 a 30 minutos com 4 ou 5 participantes não funcionam – alguns conteúdos não tivessem tanta profundidade já que as conversas duravam 30 minutos. Apesar da logística massiva para movimentar os participantes entre os centros de convenção diferentes, acabava-se perdendo um tempo precioso no transporte. Para aqueles com FOMO, respire e pratique o desapego. De qualquer forma, a energia do evento e a excitação em torno das novidades são contagiantes e com certeza a edição de 2021 terá mais experiências incríveis para aqueles que tiverem a oportunidade de participar.

Até 2021, Las Vegas! 

Foto destaque: CES

Quem escreveu

Vanessa Mathias

Data

14 de January, 2020

Share

Apresentado por

Vanessa Mathias

Seu exacerbado entusiasmo pela cultura, fauna e flora dos mais diversos locais, renderam no currículo, além de experiências incríveis, MUITAS dicas úteis adquiridas arduamente em visitas a embaixadas, hospitais, delegacias e atendimento em companhias aéreas. Nas horas vagas, estuda e atua com pesquisa de tendências e inovação para instituições e marcas.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.