Decoding

Tendências dos principais festivais de inovação e criatividade do mundo.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Podcast Jogo do CoP

O podcast Jogo do CoP discute quinzenalmente assuntos aleatórios.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Rio24hrs

Feito com ❤ no Rio, para o Rio, só com o que há de melhor rolando na cidade.

SP24hrs

Gastronomia, cultura, arte, música, diversão, compras e inspiração na Selva de Pedra. Porque para amar São Paulo, não é preciso firulas. Só é preciso vivê-la.

Valle Nevado

Chicken or Pasta na temporada 2019 do Valle Nevado.

MIMO Festival faz edição em São Paulo com Amadou & Mariam como destaque

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

18 de November, 2019

Share

O MIMO Festival chega a sua 50ª edição em 16 anos de estrada e com um público ultrapassando 1,7 milhão pessoas de público. O MIMO começou sua trajetória em 2004 em Olinda, passou por várias cidades brasileiras até aterrissar em Amarante, Portugal, em 2016. Esse ano o MIMO estreia em São Paulo e tem mantém sua tradicional edição no Rio de Janeiro, ocupadando lugares históricos das duas cidades. Em São Paulo sua programação se espalha entre os dias 22 e 24 de novembro pela Praça das Artes, Theatro Municipal de São Paulo, Centro Cultural de São Paulo, Sesc 24 de Maio e o Mosteiro de São Bento.

O MIMO é inteiramente gratuito. Em São Paulo ele acontecerá na semana da Consciência Negra tendo foco no protoganismo feminino, com 60 % de mulheres compondo a programação, e na música negra (mas não só ela).

A música no MIMO

Para 2019, o festival está trazendo artistas de diferentes países da África e também de Portugal. No line-up estilos musicais se misturam, alguns dele . O objetivo é promover um intercâmbio cultural, do rap ao blues, do pop ao rock, do fado à música eletrônico, entre outros ritmos.

Amadou & Mariam, artistas de Mali, promovem uma combinação de ritmos tradicionais africanos aos ritmos ocidentais, resultando numa música pop irresistível.

Aperta o play… com certeza você já ouviu essa música (e gostou dela!)

Já da região do deserto do Saara, na Mauritânia, vem a cantora e compositora Noura Mint Seymali acompanhada da inseparável “ardin”, um tipo de harpa exclusivamente tocada por mulheres em seu país. Sua música é contemporânea com muitos beats árabes. Impossível não dançar.

Portugal será representado por Marta Pereira da Costa com sua guitarra portuguesa. Xenia França, Edgar, Feminine Hi-Fi, Chico da Tina, Fortuna & Coro de Monges Beneditinos do Mosteiro de São Bento (SP) e DJ Montano são alguns dos artistas que tocam em SP e no Rio. A música instrumental será representada em São Paulo pelo Ebgerto Gismonti Quarteto e no Rio por Hamilton de Holanda.

Além da música, o MIMO é também dedicado à arte e cultura, com mostra de filmes, poesia, workshops, palestras e programa educativo.

Chuva de Poesia

MIMO Festival 2015 – Rio de Janeiro / Chuva de Poesia. Foto: Flora Pimentel

A Chuva de Poesia já é tradição no festival. Em 2019 o tema será “Amor em Versos” homenageando o amor nas duas mais diversas formas. Arthur Rimbaud, Mário de Sá-Carneiro, Jorge de Sena, Nicolas Behr, Oswald de Andrade, Pablo Neruda, Cecília Meireles, Florbela Espanca, Mário Quintava, Cora Coralina, são alguns que terão seus versos espalhadas pelo festival com curadoria feita plo poeta, artista gráfico e editor, Guilherme Mansur.

Festival Mimo de Cinema

Festival MIMO de Cinema, dirigido pela cineasta Rejane Zilles, traz filmes onde a música é tema central. Em São Paulo, será realizado no Centro Cultural São Paulo e no Rio de Janeiro no Cine Odeon. Foram selecionadas 26 produções inéditas no circuito comercial, nos formatos de curta, média e longa-metragem. Serão exibidas obras como “Dorival Caymmi – um homem de afetos”, de Daniela Broitman, que traz uma viagem pelo universo do cantor e compositor, “Ilú Obá De Min – Akotirenes Yibi Das Mulheres Quilombolas”, de Beto Brant, sobre a luta das mulheres quilombolas, “Viva Alfredinho!”, do histórico bar Bip-Bip, de Roberto Berliner, “O Astronauta Tupi”, de Pedro Bronz, sobre Pedro Luís e “Ele era assim: Ary Barroso”, que conta a história de um dos maiores compositores brasileiros por meio de arquivos de áudio narrados pelo próprio artista, e muito mais.

Programa educativo

O MIMO Festival oferecerá diversas palestras e workshops ministrados por artistas da programação na Praça das Artes e no Sesc 24 de Maio. Hamilton de Holanda vai falar sobre o tema “Improvisação – Oito Hábitos Criativos”, Marcos Suzano sobre “Pandeiro”. A jornalista e pesquisadora especializada em música clássica, Camila Fresca aborda “Mulheres na Música: uma história sob o ponto de vista do gênero”. Fortuna irá palestrar sobre o estilo “Diversidade e diálogos na música do mundo”, a portuguesa Marta Pereira da Costa dará um workshop sobre “O feminino na música instrumental”, o rapper paulistano Edgar fará um sobre o tema “Confecção de máscaras-personas”, e a cantora gaúcha Grazie Wirtti, que se apresentará com o Egberto Gismonti Quarteto, ministra o workshop “Canto sem fronteiras”.

Completando a programação educativa, o Fórum de Ideias oferece palestras com a dupla Amadou & Mariam sobre o tema “O pop-africano no Ocidente” (SP e RJ), com Xenia França  sobre a “Representatividade feminina negra nas artes” (SP) e a mauritana Noura Mint Seymali (SP e RJ), contará ao público a história da música e cultura de seu país no painel “Vozes femininas na tradição Griot Africana”.

Programação MIMO Festival

São Paulo

MIMO Festival apresenta Noura Mint Seymali (Mauritania). Foto: Jacob Crawfurd.

22 de novembro
– 17h – Marta Pereira da Costa (Portugal), no Theatro Municipal
– 20h – Egberto Gismonti Quarteto, no Mosteiro de São Bento

23 de novembro – Praça das Artes
– 17h – Chico da Tina (Portugal)
– 18h30 – Edgar
– 20h – Noura Mint Seymali (Mauritânia)
– 21h30 – Xenia França
– 23h – Amadou & Mariam (Mali)

O DJ Montano toca nos intervalos às 16h, 18 e 19h30; o coletivo Feminine Hi-Fi toca nos intervalos às 21h, 22h30 e fecha a pista a partir da 0h30.

24 de novembro – Mosteiro de São Bento
15h – Fortuna & Coro dos Monges Beneditinos do Mosteiro de São Bento

O programa educativo acontece na sexta-feira, dia 22 de novembro, na Praça das Artes, às 10h e às 16h. É necessário inscrição prévia. A programação completa encontra-se aqui. O Fórum de Ideias acontece também no dia 22, no Sesc 24 de Maio – Espaço de Tecnologias de Artes:

– 11h – Noura Mint Seymali: Vozes Feminina na tradição Griot Africana;
– 15h – Xenia França: Representatividade feminina negra nas artes;
– 16h30 – Amadou & Mariam: Música e Nação – O pop africano no ocidente.

A programação de cinema rola no dia 22 de novembro, no Centro Cultural São Paulo, a partir das 16h. Programação completa aqui.

A Chuva de Poesia encerra a programação do festival no Mosteiro de São Bento, às 16h, no dia 24 de novembro (domingo).

Endereços:
Theatro Municipal de São Paulo – Praça Ramos de Azevedo, s/nº, República. Mosteiro de São Bento – Largo de São Bento, s/nº, CentroPraça das Artes –  Avenida São João, 281.
Sesc 24 de Maio, Rua 24 de Maio, 109, República.

Programação Rio de Janeiro – 29.11 a 01.12

No Rio de Janeiro o festival ocupará a Fundição Progresso, o Museu da República e o Cine Odeon:

*Foto destaque: Amadou & Mariam – Wikipedia

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

18 de November, 2019

Share

Lalai Persson

Lalai prometeu aos 15 anos que aos 40 faria sua sonhada viagem à Europa. Aos 24 conseguiu adiantar tal sonho em 16 anos. Desde então pisou 33 vezes em Paris e não pára de contar. Não é uma exímia planejadora de viagens. Gosta mesmo é de anotar o que é imperdível, a partir daí, prefere se perder nas ruas por onde passa e tirar dicas de locais. Hoje coleciona boas histórias, perrengues e cotonetes.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.