"Deus" seria a voz dos ônibus no Canadá, mas foi cortado

Quem escreveu

Renato Salles

Data

29 de May, 2018

Share

Se Deus tiver uma voz, com certeza ela soa muito parecida com o timbre grave do Morgan Freeman. O ator americano interpretou Deus em 9 de 10 filmes onde o todo-poderoso assumia uma forma humana (o décimo ficou para a Alanis Morissette). Além disso, ele já emprestou suas cordas vocais para documentários sobre animais selvagens, criação do espaço, evolução humana, escravidão, a Casa Branca, Clint Eastwood, e muitos muitos outros. Nem o Cid Moreira narrou tanta coisa.

Na semana passada, foi anunciado que Morgan Freeman emprestaria sua voz também para o dia-a-dia dos cidadãos de Vancouver, no Canadá. Segundo o jornal Vancouver Sun, o ator tinha gravado os anúncios usados pela Translink, operadora do sistema de transporte público da cidade. Os anúncios avisariam sobre o novo sistema de pagamento direto com cartões de crédito ou celulares em ônibus e estações do Skytrain, e além de lembretes sobre etiqueta. Coisas triviais como lembrar que é proibido fumar dentro dos ônibus, e que não se deve colocar os pés sobre os bancos.

A participação de Freeman no projeto aconteceu por conta de seu contrato com a Visa, que escolheu Vancouver como a primeira cidade grande a receber o sistema de pagamento.

Mas a novidade durou bem pouco. A semana nem tinha acabado, e o ator entrou para a lista negra de celebridades acusadas assédio sexual contra colegas de trabalho. Oito mulheres declararam terem sido vítimas dos avanços do ator. A resposta veio rápido: a Visa cancelou o contrato com ele, e a Translink colocou a ação – e os anúncios já gravados – na gaveta por tempo indeterminado.

A boa notícia é que logo em seguida, outro ator se ofereceu para tomar seu lugar. O comediante Seth Rogen, nascido em Vancouver, se colocou à disposição do Translink para conversar sobre sua participação no projeto. Pode ser uma boa ideia, visto que Rogen, além de carismático, tem um timbre grave como o de Freeman. Agora, se eles quiserem de qualquer jeito ter Deus anunciando o sistema de pagamento, só se apelarem para a Alanis mesmo.

*Foto do destaque: Creative Commons – JCS

Quem escreveu

Renato Salles

Data

29 de May, 2018

Share

Renato Salles

Para o Renato, em qualquer boa viagem você tem que escolher bem as companhias e os mapas. Excelente arrumador de malas, ele vira um halterofilista na volta de todas as suas viagens, pois acha sempre cabe mais algum souvenir. Gosta de guardar como lembrança de cada lugar vídeos, coisas para pendurar nas paredes e histórias de perrengues. Em situações de estresse, sua recomendação é sempre tomar uma cerveja antes de tomar uma decisão importante. Afinal, nada melhor que um bom bar para conhecer a cultura de um lugar.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.