De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

Arakur Ushuaia, um ótimo refúgio no fim do mundo

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

21 de August, 2018

Share

O convite para conhecer o Arakur veio ainda em 2015, um ano após o hotel ter sido inaugurado, acompanhado de um velho sonho: conhecer o Ushuaia. Três anos depois, eu finalmente embarquei para conhecer esse canto remoto da Patagônia argentina. Foram cinco dias de muito conforto e descanso debaixo do mesmo teto que o Leonardo DiCaprio escolheu para ficar durante sua temporada também no fim do mundo, quando gravava o “O Regresso”.

Já aviso de antemão: as fotos não fazem jus à beleza do Arakur e seu entorno. O hotel fica no alto de uma colina dentro da Reserva Natural de Cerro Alarkén. Tem vista privilegiada para o Canal de Beagle, para a cidade de Ushuaia, e para uma cadeia de montanhas aos fundos. Chegamos lá numa noite chuvosa, mas ainda assim a vista oferecida pela janela do meu quarto não era qualquer uma. Eu já ansiava o que a luz do dia me mostraria.

Arakur, Reserva Olivia, Ushuaia, Argentina
Arakur, Reserva Olivia, Ushuaia, Argentina. Foto: divulgação
A área externa do Arakur Ushuaia. Foto: Ola Persson
A área externa do Arakur Ushuaia. Foto: Ola Persson

O hotel, além de esbanjar charme e conforto, tem arquitetura e decoração discretas, e tudo de muito bom gosto. O edifício fica numa construção contemporânea de linhas retas e toda revestida de cobre. O projeto foi concebido pelos arquitetos argentinos Rubén Cherny e Augusto Penedo. Já o design interior conta com materiais naturais patagônicos, como madeiras aromáticas, e elegantes revestimentos em couro nos tetos e em pedras nas paredes. O projeto ficou nas mãos da dupla de decoradores Ramón Busto e Lucila Oliver.

O quarto que ficamos no Arakur Ushuaia. Foto: Matthew Williams-Ellis, www.matthewwilliams-ellis.com
O quarto que ficamos no Arakur Ushuaia. Foto: Matthew Williams-Ellis

São 131 suítes amplas e automatizadas com um dispositivo touch-screen (com o qual eu me diverti um bocado) com música, relógio e função que aciona as cortinas para elas abrirem sozinhas. Ou seja, você pode programar sua janela para abrir na hora que o sol nasce com uma trilha sonora ao fundo. Quer coisa melhor do que acordar dessa maneira? O serviço de quarto conta até com massagem, manicure e pedicure. É um ótimo escape para uma temporada romântica ou em família, mas várias turmas de amigos também se divertiam bastante enquanto eu estava por lá, inclusive há quartos triplos.

a para a cidade a partir do meu quarto (e também das piscinas, restaurante e bar). Foto: Ola Persson
Vista para a cidade a partir do meu quarto (e também das piscinas, restaurante e bar). Foto: Ola Persson

Caso tenha sorte de pegar um quarto com vista para o canal, você poderá contemplar a bela paisagem em frente de dentro da banheira, já que a parede que separa o banheiro do quarto é toda de vidro. A cama é tão boa e grande que o difícil mesmo foi sair dela. O fim do dia é sempre brindado com mimos como chocolates feitos localmente entregues pessoalmente nos quartos.

Apreciando a vista oferecida pelo meu quarto a partir da banheira. Foto: Ola Persson
Apreciando a vista oferecida pelo meu quarto a partir da banheira. Foto: Ola Persson

Já o lobby é amplo contando com seis salas de estar aquecidas com lareiras e emolduradas com janelões que descortinam a baía, a cidade e as montanhas nevadas. Nessa área há um bar, ou seja, dá para pegar um drink e ficar ali apreciando a paisagem. Mas não é só o bar que oferece esta vista. O restaurante La Cravia, no andar debaixo, conta também com a mesma vista. A gastronomia do Arakur destaca os sabores locais, como o caranguejo gigante, o cordeiro assado e a merluza negra. Eles oferecem serviço de buffet e à la carte no almoço e jantar. A carta de vinhos tem ótimas opções das regiões de Mendoza, Salta, Cafayate e Neuquén com preços bem razoáveis. Não deixe de experimentar o Pinot Noir da Bodega Del Fin Del Mundo. Foi um dos melhores que já tomei.

Uma das salas de estar no lobby do Arakur Ushuaia. Foto: divulgação
Uma das salas de estar no lobby do Arakur Ushuaia. Foto: divulgação
O bar do lobby do Arakur Ushuaia com vista também pro mar. Foto: Matthew Williams-Ellis
O bar do lobby do Arakur Ushuaia com vista também pro mar. Foto: Matthew Williams-Ellis
Buffet de saladas no jantar. Arakur Ushuaia. Foto: Matthew Williams-Ellis
Buffet de saladas no jantar no Arakur Ushuaia. Foto: Matthew Williams-Ellis
O prato Centolla no restaurante La Cravia - Arakur Ushuaia. Foto: divulgação
O prato Centolla no restaurante La Cravia – Arakur Ushuaia. Foto: divulgação

O café da manhã, incluído na tarifa, é farto e servido em formato buffet. A boa notícia é que ele funciona das 7 às 11h da manhã todos os dias. Muitas frutas, frios, pães, bolos, além de ovos e panquecas feitos na hora, de acordo com sua preferência, nos convidam para um café da manhã sem pressa.

O café da manhã - Arakur Ushuaia. Foto: Matthew Williams-Ellis
O café da manhã – Arakur Ushuaia. Foto: Matthew Williams-Ellis

O Arakur se mostrou um ótimo lugar para descansar. Dá para ficar dias nele só relaxando. As piscinas são a cereja do bolo do hotel. São três piscinas, uma delas com 17 metros para dar aquelas braçadas. Já a segunda, ainda na parte interna, se conecta com a piscina externa por um vão dentro da água. A piscina externa, uma das mais bonitas que você vai ver na vida, tem borda infinita possibilitando recostar-se nela para contemplar o pôr-do-sol, além de duas hot tubs. Já a interna conta com duas hidromassagens (concorridas). Eu amo piscina aquecida ao ar livre no meio do inverno. Independente da temperatura baixa, a externa era sempre a mais concorrida. As piscinas ficam abertas até meia-noite. A área conta também com um pool bar, saunas, ducha escocesa, academia de ginástica e uma sala de jogos.

A academia do Arakur Uhsuaia com vista pro mar. Foto: Matthew Williams-Ellis
A academia do Arakur Uhsuaia com vista pro mar. Foto: Matthew Williams-Ellis
A piscina campeã do Arakur Ushuaia. Foto: Matthew Williams-Ellis
A piscina campeã do Arakur Ushuaia. Foto: Matthew Williams-Ellis
Eu coladinha na borda da piscina pra não sair mais - Arakur Ushuaia. Foto: Ola Persson
Eu coladinha na borda da piscina pra não sair mais – Arakur Ushuaia. Foto: Ola Persson

Para facilitar o dia-a-dia, o hotel tem shuttle a cada uma hora para o centro de Ushuaia das 7h30 às 21h30 (o último volta da cidade às 22h30). São apenas 12 minutos de estrada que separam o hotel da cidade. Também há shuttle para a estação de esqui Cerro Castor saindo diariamente às 8h30 e às 10h30 e retornando às 15h30 e 17h30.

É possível fazer trilhas a partir do Arakur, com duração de 30 minutos a 3 horas, que percorrem a Reserva Natural Cerro Alarkén e seus arredores, passeando por bosques e um riacho. A parada dele fica num dos lugares mais encantadores de Ushuaia, o Almacén Ramos Generales, uma mistura de restaurante, bar, padaria, confeitaria, que pede pelo menos uma visita para conhecê-lo.

Na nossa passagem por lá (eu fui com o Ola) nós tivemos o privilégio de animar o bar do hotel com uma discotecagem no sábado à noite. Nada de pista de dança, porque não é exatamente o clima do lugar, mas foi bacana ver as pessoas levantando para se remexer um pouco com nossa música. Claro que deu vontade de fazer festão, mas a gente deu aquela segurada.

O Ola e eu discotecando no bar do hotel Arakur.
O Ola e eu discotecando no bar do hotel Arakur.

Gostamos tanto da experiência que decidimos esticar um dia na viagem para aproveitar um pouco mais o Arakur. Depois dessa temporada de neve, esqui e passeios, o que a gente mais quer por aqui é que venha o próximo inverno para ir pra lá de novo. Apesar que, quem vai ao Ushuaia no inverno, deve ficar com uma vontade imensa de voltar pra explora-lo no verão, quando os dias são longos e o sol se põe às 22h. Mesmo em pleno inverno, apesar dele nascer já próximo às 9h da manhã, ele se põe por volta das 18h. Durante a temporada de inverno, o Arakur oferece pacotes de 3 e 5 dias de esqui.

O Arakur é membro do The Leading Hotels of the World desde sua abertura e é uma das melhores experiências hoteleiras que você pode ter em Ushuaia.

Para saber um pouco mais sobre a nossa viagem ao Ushuaia, é só espiar esse link.

Serviços:
Arakur Ushuaia Resort & Spa
Reservas: +54 (2901) 44 2901 ou [email protected]
www.arakur.com

*Eu viajei a convite do Arakur UshuaiaTurismo Tierra del Fuego e da estação de esqui Cerro Castor. Agradeço imensamente a Press Pod por ter possibilitado a nossa aventura e, principalmente, por ter atiçado essa vontade louca de ir pra lá. 

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

21 de August, 2018

Share

Lalai Persson

Lalai prometeu aos 15 anos que aos 40 faria sua sonhada viagem à Europa. Aos 24 conseguiu adiantar tal sonho em 16 anos. Desde então pisou 33 vezes em Paris e não pára de contar. Não é uma exímia planejadora de viagens. Gosta mesmo é de anotar o que é imperdível, a partir daí, prefere se perder nas ruas por onde passa e tirar dicas de locais. Hoje coleciona boas histórias, perrengues e cotonetes.

Ver todos os posts

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter

    Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.