De repente, China

A China nos olhos de uma carioca.

Festivais de música

Os melhores festivais de música do Brasil e do mundo num só lugar.

Fit Happens

Aventura, esporte, alimentação e saúde para quem quer explorar o mundo.

Quinoa or Tofu

Restaurantes, compras, receitas, lugares, curiosidades e cursos. Tudo vegano ou vegetariano.

Roteiros 12 horas por Treviso

Explorando cidades do nascer do sol ao fim da noite.

SP24hrs

Porque para amar São Paulo não é preciso firulas.

All Points East abre a temporada de festivais de música de verão em Londres

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

12 de March, 2018

Share

O verão chegará em Londres abrindo alas para uma grande agenda de festivais de música. Além dos já conhecidos, a cidade ganha o All Points East este ano, que será dividido em dois eventos distintos. O All Points East Festival & APE Presents, ambos com um line-up de tirar o chapéu de tão lindo.

Victoria Park London.
Victoria Park London. Foto: Zoe Rimmer / flickr CC

O All Points East estreia na capital inglesa com produção assinada pelos organizadores por trás do Coachella, a AGE e a Golden Voice. Então pode esperar tudo grandioso em seus dez dias de evento, como tudo que costumam fazer. Entre os dias 25 e 27 de maio, o festival é marcado principalmente pela música eletrônica:

all points east, londres

Os ingressos estão à venda em algumas modalidades: diários, 2 ou 3 dias, todos eles com opção normal e VIP. Os valores variam entre £60 (normal) e £90 (vip) para o ingresso de um dia, a £170 (normal) e £260 para o pacote. Além desses, há também ingressos especiais, também em diversas modalidades, para pessoas que necessitam de acessibilidade.

Patti Smith, um dos destaques do APE Presents.
Patti Smith, um dos destaques do APE Presents. Foto: Alessandro Scotti pra Pirelli

Já o APE Presents, que acontece entre os dias 1 e 3 de junho, traz os clássicos do rock’n roll com ícones como Nick Cave & The Bad Seeds, the National, Patti Smith:

APE Presents, Londres

Os ingressos custam entre £40 (normal) a £90 (VIP) por dia. Não há pacotes para os três dias. :(

No intervalo entre os dois eventos, entre os dias 28 e 30 de maio, o Victoria Park será ocupado por um festival de comida de rua, reunindo o melhor da cena gastronômica londrina, além de exibições de filmes a céu aberto.

O All Points East ganhou também a exclusividade em hospedar eventos no Victoria Park. desbancando assim os festivais Field Day e Lovebox, que tiveram que procurar um novo lugar para suas próximas edições depois de mais de dez anos ocupando um dos mais importantes parques históricos e mais antigo da cidade.

A AGE e Golden Voice já marcam presença em Londres há algum tempo com o British Summer Time, no Hyde Park, uma série de seis dias de shows que acontecem no início de julho. Este ano tocam Paul Simon, Michael Bublé, Bruno Mars, Roger Waters, The Cure e Eric Clapton.

Quem ganha é Londres, que aumenta ainda mais sua agenda de festivais de verão e tem ainda mais opções para quem quer se esbaldar na pista.

Field Day Festival, Londres. Foto: Divulgação
Field Day Festival, Londres. Foto: Divulgação

Mas se a sua onda for festival menor, o Field Day é um festival para 25 mil pessoas e acontece por dois dias. Nesta sua próxima edição ele volta à suas origens focando na música eletrônica. O Fever Ray tocará com exclusividade no festival, não se apresentando em mais nenhum outro festival no Reino Unido. Além da sueca Karin Dreijer Andersson, tocam Charlotte Gainsbourg, Erykah Badu, Four Tet (live), Jeff Mills & Tony Allen, Helena Hauff, Floating Points, Daphni, entre outros. O festival rola nos dias 1 e 2 de junho com ingressos de £46 (normal) a £91 (vip) por dia ou £75 (normal) a £176 (vip).

Quem continuar a temporada em Londres, pode dar uma espiada na curadoria que o Robert Smith, do The Cure, fez para o festival Meltdown, que acontece entre os dias 15 e 24 de junho, no Southbank Centre. Pode esperar coisa boa aí.

*Foto destaque: Londres por Luca Micheli no Unsplash

Quem escreveu

Lalai Persson

Data

12 de March, 2018

Share

Lalai Persson

Lalai prometeu aos 15 anos que aos 40 faria sua sonhada viagem à Europa. Aos 24 conseguiu adiantar tal sonho em 16 anos. Desde então pisou 33 vezes em Paris e não pára de contar. Não é uma exímia planejadora de viagens. Gosta mesmo é de anotar o que é imperdível, a partir daí, prefere se perder nas ruas por onde passa e tirar dicas de locais. Hoje coleciona boas histórias, perrengues e cotonetes.

Ver todos os posts

Comentários

  • EU QUEROOOOO IR EM TODOOOOSSS
    - Nat

Adicionar comentário

Assine nossa newsletter

Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.