Viagem

Sobrevivendo com crianças pequenas nos parques de Orlando

Quem escreveu

Rafael Gaino

Data

24 de July, 2017

Share

Viajar com filhos é sempre uma mistura de deleite e perrengue, e talvez nenhum lugar eleve isso aos extremos como os parques de Orlando. Se por um lado você vai carregar suas crianças e toda suas tralhas por muitos quilômetros, possivelmente sob o sol e umidade mais intensos que podem existir, por outro lado a mágica dos parques causa um êxtase nas crianças que nenhum outro destino adulto consegue fazer. Como adultos, nos maravilhamos com castelos reais na Alemanha que serviram de inspiração aos castelos da Disney. Mas para uma criança, nada é mais mágico do que ver o que acreditam ser o verdadeiro castelo da Cinderela.

Essa fantasia é algo que acontece em um período relativamente curto da infância. A capacidade de aproveitar bem um passeio desses só começa pelos 3 anos, e a inocência dura por apenas alguns mais. Nesse ínterim, ver seus filhos conhecendo o que acreditam ser os verdadeiros personagens de seus filmes favoritos é algo indescritível.

Para as crianças estes são os verdadeiros personagens, não fantasias. Foto: Rafael Gaino

Tendo dito isso, vamos listar aqui as dicas e armadilhas de um passeio desses. Estivemos em 3 parques que tem características completamente diferentes um do outro: Disney Magic Kingdom, Universal e Legoland.

O que vale para todos os parques

Independente do parque, faça o possível para levar algumas comidinhas para os adultos e crianças. Uvas sem semente são uma opção prática, saudável e gostosa. Também tente ter algumas bolachinhas doces e salgadas. Evite ao máximo deixar para comprar comida nos parques. Além de muito (muito!) mais caro, as opções nem sempre são boas, além de interromper seu passeio para ficar na fila, arrumar mesa, etc.

É como diz o velho ditado: “Sol e chuva, não esqueça o saquinho de uva”. Foto: Rafael Gaino

Leve também uma garrafinha de água para reabastecer nos bebedouros. O sol da Flórida não é brincadeira mesmo para nós brasileiros, e não subestime a dor de cabeça que vai dar por não estar hidratado. Também não deixe de levar protetor solar e capa de chuva. Sim, ambos, principalmente no verão. Nossos dias transitaram entre calor insuportável e chuvas torrenciais em questão de minutos, e seguiram alternando entre os dois durante todo o dia. Esteja preparado pra tudo (menos neve, neve não precisa).

Disney Magic Kingdom

O Magic Kingdom é o parque mais icônico de todos de Orlando, e é onde as crianças realmente terão a experiência mais mágica. Também é o parque mais lotado e com as maiores filas, portanto planejar seu passeio é o segredo de um dia sem stress.

A dica mais importante é planejar seu dia com antecedência, marcando no mapa os brinquedos que fazem questão de conhecer, traçando um roteiro, e agendando os horários que vão usar a fila expressa.

O ingresso para o parque inclui 3 usos do FastPass+, que permite que você use a fila expressa em um horário agendado. As filas expressas tem limite de pessoas por horário, então é crucial agendar com antecedência. Se deixar para fazer no dia, dificilmente terá disponibilidade para os brinquedos com maiores filas, como a montanha-russa dos sete anões. O ingresso permite agendar com até 30 dias de antecedência, então aproveite!

Também vale a pena agendar as filas expressas para o período da tarde, quando o parque fica mais lotado. Se conseguirem chegar cedo, de preferência uns 30 minutos ou mais antes do parque abrir, vocês poderão usar as filas normais enquanto os despreparados ainda estão chegando. A melhor maneira de planejar seu dia é pelo aplicativo My Disney Experience. Com ele você poderá agendar os horários do FastPass+ para sua família. Não se esqueça de incluir as outras pessoas do seu grupo no aplicativo para todos vocês poderem usar a fila expressa ao mesmo tempo! Lembre-se: não tem como dar um jeitinho na hora.

Se sua família gosta muito dos personagens da Disney e Pixar, vale a pena ver os horários e locais dos shows. Muitos deles acontecem pelas ruas do parque, a céu aberto mesmo, e os horários variam conforme o dia e condições climáticas.

E por fim, não deixe de ficar para o show de projeção e fogos que acontece ao anoitecer no castelo da Cinderela. Vale a pena chegar um pouco antes para garantir um lugar bom. Este é um dos momentos mais mágicos do parque, uma experiência fantástica não apenas para as crianças, mas também para os adultos, que nessa hora só vão querer ficar um minutinho parados descansando.

A projeção mapeada no castelo da Cinderela é uma das atrações mais legais do Magic Kingdom.

Universal

O parque Universal é dividido em 3 parques: Universal Studios, Universal’s Islands of Adventure, e o parque aquático Volcano Bay. Para este artigo, vamos falar apenas dos dois primeiros. Não esqueça de garantir que seu ingresso dá acesso aos dois parques (park-to-park), que são conectados pelo trem do Harry Potter.

A informação mais importante para a Universal é que as alturas mínimas para entrar nos brinquedos é maior que a Disney ou Legoland, e pode ser até que seus filhos não possam entrar em quase todos os brinquedos. Apesar de haver brinquedos para crianças menores, são poucos e não muito legais. Vale a pena checar a lista de brinquedos e alturas mínimas. Porque lá não tem conversa, se não deu o tamanho não entra.

“I’m sorry sir, but you can’t bring your baby here.”

E se sua criança não puder ir, a boa notícia é que todo brinquedo tem uma área de child swap, onde um dos adultos fica esperando o outro ir, e depois troca de lugar sem ter que pegar a fila novamente. Essas áreas de child swap são decoradas no tema do brinquedo, além de serem confortáveis e terem trocador, TV, e bebedor.

No caso de chuva, várias atrações fecham imediatamente. Mas, ao contrário dos outros parques, muitos brinquedos são cobertos e continuam funcionando, ainda que as filas aumentem bastante.

Como na Disney, a Universal tem a opção de comprar acesso à fila rápida na maioria dos brinquedos (mas não todos), chamado aqui de Express Pass. Você pode até comprar um ingresso com acesso expresso para o dia todo, e honestamente isso pode ser considerado mais um investimento que um gasto. Tempo é dinheiro, e você não veio até aqui para ficar na fila, certo? O Express Pass corta seu tempo de fila pela metade, ou geralmente menos. Preciso reforçar que é um dinheiro muito bem gasto.

Aqui, como na Disney, vale muito a pena planejar seu dia e as atrações que fazem questão de conhecer. Os parques são ligados pelas áreas do Wizarding World of Harry Potter, provavelmente a parte mais incrível de todos os parques que conhecemos. Não deixe de passar por ambas, entrar em todas as lojas, e tomar o trem entre elas. A atenção aos detalhes é pura bruxaria, e fez este adulto aqui virou criança novamente.

Esse dragão no Beco Diagonal só falta cuspir fogo, wink wink. ;)

Por fim, alguns brinquedos deixam a gente molhados, ou até encharcados. No calor isso não é problema, mas em outras estações pode ser desconfortável. Convém levar uma troca de roupa e toalhinhas, mas o parque também fornece algumas estações de secagem que são (obviamente) pagas.

Legoland

Depois de tanta intensidade na Disney e na Universal, a Legoland é uma ótima opção para ter um dia mais tranquilo. Este é o parque com menos gente, menos fila e menos distância entre atrações. Aqui também temos mais áreas de descanso com mesas de picnic para que os adultos possam relaxar um pouco.

A Legoland não tem a imponência da Disney, mas para as crianças menores é um prato cheio.

Apesar de ter alguns brinquedos mais radicais, quase todo o parque é para crianças menores, e até as de colo terão sua vez de brilhar. Por outro lado, quase todos os brinquedos são descobertos, e em caso de chuva ou apenas um relâmpago longínquo, o parque todo para de funcionar.

A Legoland também tem uma área com parque aquático, então não deixe de trazer roupas de banho e uma troca de roupa para não serem pegos de surpresa.

No final não deixe de passar pelas réplicas (de Lego, obviamente) de cidades americanas e, principalmente, marcos históricos de nossa civilização, como a batalha de Hoth, abaixo.

Você aperta o botãozinho e faz pew-pew-pew.

Tirar férias em Orlando nunca foi um sonho para nós, mas filhos mudam tudo, inclusive nossos sonhos. Talvez o maior segredo de passar férias inesquecíveis não seja tudo que foi dito aqui, mas sim assumir que estamos fazendo isso mais pelas crianças do que por nós. Tendo isso como verdade no nosso coração, tudo ficará legal, até tomar chuva na fila no calor escaldante. Afinal se eles estão felizes, nós estamos mais ainda.

Quem escreveu

Rafael Gaino

Data

24 de July, 2017

Share

Assine nossa newsletter