Gastronomia

3 vezes Montevidéu: Ciudad Vieja e Centro

Quem escreveu

Dani Valentin

Data

12 de September, 2017

Share

Seguindo a série sobre a capital do Uruguai, neste post vamos falar sobre as áreas mais centrais de Montevidéu, especialmente a Ciudad Vieja.

Há vários pontos positivos em se hospedar na região histórica da cidade: ela é perfeita para se conhecer caminhando e apreciar a combinação inusitada de arquitetura colonial e art déco. Também é cheia de lugares interessantes para se visitar (cafés, teatros, museus, galerias, antiquários, livrarias). A região possui alguns dos melhores restaurantes da cidade e tem sido revitalizada. A Ciudad Vieja, porém, tem alguns pontos negativos que podem afugentar alguns visitantes: não é uma região das mais animadas à noite e aos fins de semana e, mesmo com o trabalho de restauração já feito, algumas áreas ainda parecem um pouco degradadas.

Para alguns, o “Centro Novo” de Montevidéu pode parecer um local mais conveniente para a estadia. Para começar, é a área com a rede hoteleira mais extensa da cidade e, geralmente, acaba oferecendo acomodações mais baratas do que outras regiões turísticas. O Centro também é muito próximo da Ciudad Vieja, de maneira que você pode aproveitar o que ela tem de melhor e, mesmo assim, não se preocupar tanto em achar um lugar perto de você aberto pra comer num domingo. O grande ponto negativo do Centro é que se trata da área mais caótica, menos arborizada e menos pitoresca da cidade, além de – sejamos sinceros – não ser tão interessante como o coração da Ciudad Vieja.

Locais de interesse

Plaza Independencia

A praça mais conhecida de Montevidéu é considerada a divisão entre a Ciudad Vieja e o “Centro Novo” da cidade. Na praça localizam-se a sede do poder executivo (Torre Executiva) e cartões postais da cidade, como a estátua do herói nacional José Artigas e o Palácio Salvo. Inaugurado em 1928, o edifício em estilo eclético é um dos primeiros arranha-céus da América do Sul.

Plaza Independencia, 11000 Montevideo

Teatro Sólis

Foto: Dani Valentin
Foto: Dani Valentin

O Sólis é o mais importante e renomado teatro do país e, depois do Palácio Salvo, provavelmente o local histórico mais notável ao redor da Plaza Independencia. Foi reconstruído em 2004 e permanece em ótimo estado.

Visitas guiadas, disponíveis em português, custam 90 pesos uruguaios (cerca de R$ 9), nos seguintes horários:

Fechado às segundas feiras; Terças e quintas às 16:00; Quartas, sextas e domingos às 11:00, 12:00 e 16:00; Sábados às 11:00, 12:00, 13:00 e 16:00

Espetáculos:
Programação disponível aqui.
Ingressos:
Bilheteria aberta todos os dias, das 15:00 às 20:00 ou aqui

Teatro Sólis
S/N, Buenos Aires, 11000, Montevideo

Caminhar pela Ciudad Vieja

Foto: Dani Valentin
Foto: Dani Valentin

Caminhar pela cidade velha é, por si só, um programa que vale a pena. A mescla de arquitetura colonial, art deco e neoclássica é singular. A região ainda é das mais movimentadas da cidade, já que abriga o centro financeiro e escritórios da administração pública local. O movimento cai na região conforme começa a anoitecer, e alguns pontos começam a esvaziar nos fins de semana já pelo meio da tarde.

Algumas áreas (os arredores do porto, principalmente), podem parecer pouco convidativos depois do anoitecer, mas é importante notar o trabalho de revitalização e renovação que vem sendo feito na região. Aqueles que visitaram Montevidéu há 10, 15 anos vão se surpreender com o bom estado das proximidades do Mercado do Porto, especialmente. Nota-se por toda a Ciudad Vieja um esforço de conservar a região histórica, com diversos casarões e calçadas recém reformados, ou ainda em obras.

Palacio Taranco/ Museo de Artes Decorativos

O Museo de Artes Decorativos está localizado no Palacio Taranco, uma mansão histórica construída em 1908 e projetada pelo arquiteto francês Charles Louis Girault, idealizador do Petit Palais de Paris. Além do próprio palacete, os atrativos do museu incluem pinturas, peças de tapeçaria, esculturas e diversos ornamentos decorativos de interesse histórico.

Palacio Taranco/ Museo de Artes Decorativos
25 de Mayo 376, 11100 Montevideo
Segundas a sextas das 12:30 às 17:40
Visitas guiadas:
Sextas às 15:00

Comer e beber

Jacinto

Um dos restaurantes mais bem conceituados da cidade. Entre o serviço de almoço e jantar, funciona como café e vende ótimos pães e doces. De lá veio o melhor pão de campanha que provamos na cidade.

Jacinto
Sarandí 349, 11000 Montevideo
Fechado aos domingos
Segundas das 09:00 às 17:00; Terças a sábados das 09:00 às 00:00 (almoço das 12:00 às 16:30; jantar das 19:30 às 00:00; Café aberto das 09:00 às 12:00 e das 16:00 às 19:30)
Pratos por em torno de R$ 60

La Fonda

Foto: Dani Valentin
Foto: Dani Valentin

Outro excelente restaurante na região da Ciudad Vieja. Servem carnes, massas preparadas na hora e uma saborosa opção de prato vegano. Vale destacar também a ótima trilha sonora e que fomos recebidos com uma tacinha de um drink ao chegar.

La Fonda
Calle Perez Castellano 1442, 11000 Montevideo
Fechado às segundas, terças e quartas; Quintas a domingos das 12:00 às 16:00; 19:00 às 23:00
Pratos por em torno de R$ 50

Sin Pretenciones

Foto: Dani Valentin
Foto: Dani Valentin

Simpático café que também serve serve almoços (menu do dia, modificado semanalmente). Os doces também são destaque. Vendem itens de antiquário e também produtos artesanais como doce de leite, vinagres de frutas, cervejas artesanais e azeites.

Sin Pretenciones
Sarandi 366, CP: 11.000, Montevideo
Fechado aos sábados e domingos; Segundas a sextas das 09:30 às 18:30
Prato do dia costuma sair por R$ 40 a 50

El Palenque

Não vamos nos estender muito sobre o Mercado do Porto e seus restaurantes, já que se trata de atração turística das mais conhecidas da cidade. Entre as casas do local, o Palenque se destaca pela seleção de vinhos.

El Palenque
Pérez Castellano 1579
Segundas a sábados das 12:00 às 21:00
Pratos por R$ 50 – 70

Candy Bar

Foto: Dani Valentin
Foto: Dani Valentin

Fica um pouco longe do foco Ciudad Vieja/Centro, é verdade, mas a caminhada não é longa e seria muito injusto (com o lugar e o leitor) não conseguir encaixar esse bar/restaurante de alguma forma neste guia. Possui boas opções para petiscar e para refeições. Os drinks são bem feitos e são baratos, assim como a cerveja. Abre aos domingos apenas para brunch. Ponto negativo: não aceitam cartões de crédito ou débito.

Candy Bar
Durazno 1402, 11200 Montevideo
Fechado às segundas; Domingos das 12:00 às 14:30 (Brunch); Terças a sextas das 12:30 às 14:30 e das 19:00 à 01:00; Sábados das 12:30 às 15:00 e das 20:00 à 01:00
Tapas por R$ 17-20
Pratos por cerca de R$ 30
Drinks e cerveja (1L) R$ 18-20

Compras

Volverás a Mi

Foto: Dani Valentin
Foto: Dani Valentin

Pequena loja de chocolates artesanais na Ciudad Vieja. Destaque para o bombom recheado de doce de leite de ovelha. Também produzem outros doces, como macarons, cookies, muffins, etc.

Volverás a Mi
Calle Perez Castellano 1461, 11000 Montevideo
Fechado aos domingos; Segundas a sábados das 11:00 às 18:00
Caixa de 6 bombons por R$ 30; bombom individual R$ 6

Retroka Second Hand

Foto: Dani Valentin
Foto: Dani Valentin

Brechó que costuma oferecer opções boas e baratas de vestuário e calçado. A seleção e o estado das peças são os pontos fortes. Também possuem outros três endereços na cidade (Centro, Parque Rodó e Punta Carretas).

Retroka Second Hand
Sarandi 413
Fechado aos domingos; Segundas a sextas das 10:00 às 19:00
Sábados das 11:00 às 15:00

Esencia

Loja de vinhos, wine bar e café. Oferecem ótima variedade e recomendações de rótulos locais.

Esencia
Sarandí 359
Segundas a sextas das 10:00 às 18:00; Sábados das 10:00 às 16:00

Mercado Verde

Foto: Dani Valentin
Foto: Dani Valentin

Café e empório de produtos naturais, orgânicos e saudáveis. Servem brunch. Boa opção para curar uma possível overdose de carnes, vinhos e massas.

Mercado Verde
Sarandí 350, 11000 Montevideo
Fechado aos domingos; Segundas a sextas das 09:00 às 19:00; Sábados das 10:00 às 16:00

Quer conhecer outros bairros em Montevidéu? Veja também:

* Este guia foi escrito em parceiria com Danilo Maugeri. Foto de Capa: Dani Valentin

Quem escreveu

Dani Valentin

Data

12 de September, 2017

Share

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter