Viagem

Ecco 2017: proteção do bioma e papo inteligente no cerrado

Quem escreveu

Vanessa Mathias

Data

29 de September, 2017

Share

O cerrado brasileiro, o berço de nossas águas e responsável por 75% da vazão das bacias hidrográficas do país, está ameaçado. O negócio é sério: se o curso dessa história não mudar, suas reservas durarão somente até 2030. Estes são dados e fatos de apenas um dos seis grandes biomas do Brasil, que juntos possuem uma das maiores biodiversidades do planeta. Pode parecer que não é com a gente, mas já pensou que temos um papel essencial para que esse planeta continue habitável?

Mas como reverter este quadro de degradação dos recursos naturais de forma coletiva e inteligente?  Novos coletivos e programas que falam sobre soluções para uma nova relação do homem com a natureza estão por todos os lados. Aqui no blog já falamos de permacultura em Piracanga, sobre testes em animais, e dessa vez um evento nos chamou a atenção: a idealização do  ECCO 2017 — Chamado pela Resiliência Planetária, que acontece agora em outubro.

Ecco, Foto IBC

A Ana Karolina Andrade, fissurada pelo assunto e uma das voluntárias no time de comunicação do evento, conta: “Para mim, que estou imersa neste tema da regeneração, colaborar com este evento é apoiar um momento histórico para o movimento da Permacultura, da Agroecologia, das Ecovilas e de todos os segmentos que estão trabalhando pelos direitos da natureza.”

Ela ainda dá todas as dicas para quem quiser participar deste encontro, com dossiê do que você precisa saber para esperar desta experiência, valores, voluntariado, dicas para caronas e muito mais!

Então, bora lá? ;)

Sobre o evento

O ECCO 2017 – Chamado pela Resiliência Planetária será realizado em Alto Paraíso de Goiás, de 6 a 11 de Outubro, no IBC – Instituto Biorregional do Cerrado. Ele é um encontro para conectar pessoas que estão colaborando em iniciativas e organizações que visam integrar o homem e a natureza, afim de desenvolver a capacidade de resiliência e regeneração do meio ambiente, bem como das relações humanas. Conheça um pouco mais sobre o IBC, comunidade anfitriã do Ecco 2017 no vídeo!

Durante o ECCO 2017 vai acontecer o encontro do Conselho de Assentamentos Sustentáveis da América Latina (CASA Latina) e da Rede Global de Ecovilas (Global Ecovillage Network, GEN), que em território brasileiro contribuirá para o mutirão de articulação entre as iniciativas que queiram fazer parte do CASA Brasil.

Haverá também o Conselho de Visões, que se resume em reuniões temáticas para pessoas com interesses comuns compartilharem experiências, sucessos, informações, criar redes e refletir juntas como co-criar ações práticas para a resiliência local e global. Entre os temas estão “Comunicação e Mídia Livre”, “Educação para resiliência”, “Jovens”, “Ecologia Regenerativa e Permacultura Popular”, “Economia do Bom Viver” e “Assentamentos Humanos Sustentáveis”.

O que mais vai rolar no ECCO 2017?

O ECCO 2017 reunirá pela primeira vem num mesmo evento o Conselho de Assentamentos Sustentáveis da América Latina (CASA) e a GEN (Global Ecovillage Network). Com debates para a integração de tecnologias sociais e saberes ancestrais focados em fortalecer as iniciativas existentes mundo afora. Com uma pitada de música, arte, celebração, comida boa e fraternidade

Durante esses dias, os participantes terão também a oportunidade de apresentar suas iniciativas e focalizar pautas direcionadas nos conselhos de visões.

Quem vai participar deste encontro? Qual o perfil dos participantes?

Então, espere conhecer ou reencontrar amigos ativistas, permacultores, educadores e líderes indígenas, representantes de coletivos, ONGs, eco-vilas, redes, eco-caravanas, cidadãs e cidadãos de diversas partes do mundo. 

Mas é super válido para quem está buscando se inspirar com outras iniciativas e fortalecer laços para desenvolver projetos socioambientais que visam a regeneração planetária.

Ou para quem está precisando de umas noites encantadas ao redor da fogueira no Instituto Biorregional do Cerrado.  

Como participar?

Para garantir a sua participação no ECCO 2017, com área de camping e alimentação durante os seis dias, você precisa acessar o site do evento e selecionar o valor que você pode contribuir. Isto porque o evento foi idealizado com poucos investimentos e a ideia é que a própria venda dos ingressos cubra os gastos com a estrutura e alimentação do encontro. Além de viabilizar a presença de membros de comunidade tradicional — indígena, quilombola, kalunga.

Os valores vão de R$500  a R$750 e você pode conferir mais detalhes e como se inscrever aqui no sit. Neste valor estão inclusos: o ingresso do evento, área para camping no IBC e três refeições por dia.

E se a grana tiver curta, há opções de troca por tempo ou voluntariado, falando nesse email.

Como chegar até o IBC:

De Carro / Moto / Bicicleta:   Partindo de Brasília, siga para a saída norte, sentido Planaltina. Dirigindo em frente, cerca de 10 km depois de Planaltina, você deverá pegar uma saída à direita seguindo a indicação de Alto Paraíso. Siga em frente, passando por São Gabriel e São João D’Aliança. Chegando em Alto Paraíso, continue na rodovia GO sentido Cavalcante. Passe pelo aeroporto à sua esquerda e entre na próxima estrada de terra à esquerda.

Transporte de Brasília para Alto Paraíso
O preço médio do aeroporto para Alto Paraíso em carro de passeio varia entre R$50 e R$ 80. Para contratar o serviço, entre em contato diretamente com os motoristas ou empresa. Confira algumas opções: Jean: (62) 99673–5723 | Romano (62) 99964–1352 | Nildo: (61) 99962–6311 | Carlos: (62) 99669–4455

Ônibus de Brasília para Alto Paraíso
Empresa: Real Expresso 0800 280 7325 | (61) 2106–7100/7106

Você deve se dirigir para a Rodoviária Interestadual de Brasília e procurar pela empresa Real Expresso. O valor varia entre R$ 50 e R$ 60 e os horários disponíveis são às 09h e 21h, mas é bom checar antecipadamente se há acentos disponíveis.

Chegando em Alto Paraíso
Contato Mototaxi ou Taxi (telefones 62–3446–1020 ou 62–3446–1030) para chegar até o IBC. O preço é por volta de R$10,00 ou taxi R$15,00.

Locação de Automóvel
Para pessoas que estão viajando acompanhadas (2 pessoas ou mais) a opção mais confortável e econômica é alugar um carro em Brasília, saindo do próprio aeroporto.

A distância entre as duas cidades é de 230 km.

Caronas
Encontre e ofereça caronas por meio do Facebook nos seguintes grupos e eventos:

Bom, o convite está feito! Se você não pode ir mas conhece alguém que super iria, é só convidar pelo Facebook!

Quem escreveu

Vanessa Mathias

Data

29 de September, 2017

Share

    Adicionar comentário

    Assine nossa newsletter