5 brunches para se deliciar em SP

Quem escreveu

Jo Machado

Data

28 de August, 2015

Share

Se você gosta de acordar mais tarde no fim de semana, seja por conta daquela preguiça tradicional após uma semana de trabalho árduo ou por ter aproveitado a noite anterior com uma das boas dicas do nosso guia, você é dos nossos. E geralmente acordar a essa hora, significa acordar faminto. Para matar essa fome giga, a melhor escolha é um bom brunch. Certo? A notícia boa é que esse café da manhã prolongado tem se tornado uma opção comum entre os vespertinos

Pratos quente, saladas, pães, bolos, café, mimosas, quiches e frios. Alguns caros, alguns fofos, outros inspiradores. Aqui em São Paulo, as casas que oferecem esse serviço tem explorado sensações que combinam muito bem com a fome de quem acorda tarde. Em homenagem aos dorminhocos de plantão, separamos alguns bons lugares da cidade para se tomar um brunch realmente gostoso.

Sabemos que existem muitos outros lugares que oferecem bons brunches na cidade, mas provavelmente alguns deles ficaram de fora desta vez. Aliás, um “vale-brunch” é uma ótima opção para presentear alguém querido. E muitos lugares oferecem essa opção. Afinal, quem não gosta de ganhar comida, gente?

Brunch do Emiliano

10394124_10155278261675191_2003904132058177321_n

Um ambiente gostoso e requintando, com ótimo serviço e servido apenas nos fins de semana, o brunch do Emiliano agrada paladar de gregos e troianos sem deixar nenhum dos dois com fome. Pagando um valor fixo, você pode escolher entre uma vasta opção de pratos, desde entradas, a pratos quentes, matinais e sobremesas. Ou seja, haja fome! Se a intenção é prolongar ainda mais a refeição e ir degustando prato por prato, leve alguém com você. Assim todo mundo consegue provar um cadinho de vários pratos.

Escolher os clássicos, como os ovos beneditinos ou croque monsieur, que são muito bem feitos por acaso, é sucesso na certa. Testados e aprovados! Os muffins de gorgonzola e marmelada no couvert e o flan de limão siciliano da sobremesa também não podem ficar de fora. Tudo isso e mais um monte de coisas deliciosas, regados com um bom espumante Mumm, que é servido o tempo todo e está incluso no pacote que também conta com bebidas não alcóolicas, como café, água e sucos.

556254_10151443630795191_618521184_n

Emiliano Hotel e Restaurante
Rua Oscar Freire, 384 – Jardins
Sáb. e Dom. das 12h às 16h
R$ 179 por pessoa – Aceita cartões de débito e crédito
Menu completo aqui

Brunch do Teakettle

20150503_131522

O Teakettle é uma casa de chá conhecida pela preservação da tradição e por explorar o lado científico da bebida. Guiada pelos profundos conhecimentos em chás da simpática Sylvia Rodrigues e a criatividade da filha, publicitária, a casa oferece uma vastidão de blends de ervas, tortas e doces muito gostosos. Um ambiente com atmosfera casa da vovó, com belas louças decoradas com temas de antigamente, mesas com toalhas floridas no jardim, som de pássaros e até uma toalha de piquenique.

O brunch faz parte de quatro opções de momentos que acontecem na casa. De terça à sábado, o Morning Tea que é servido entre 9h30 e 11h30, o Tea Luch, servido entre 12h e 15h30 e o Afternoon Tea, das 14h às 19h30, fazem as vezes na casa. Domingo é o dia do brunch.

10407565_711004932328534_7358641366083392638_n

A cesta de pães feitos na casa, frios e geléias abrem alas para uma sequência de confort food que vai te levar para um brunch na casa da vovó, com direito a bolinho de chuva. Ovos mexidos, salada, pequenas quiches e até ravióli de mussarela são servidos. As bebidas que acompanham são café ou chá. Servido quente ou frio, o chá de rosas com cramberry é muito gostoso e está entre as opções no brunch. Delicie-se!

524535_248368598592172_534252226_n

Teakettle Casa de Chá
Rua Alexandre Dumas, 1049 – Chácara Sto. Antônio

Ter. à Sáb. das 9h30 às 19h30 / Dom. e Fer. das 10h30 às 17h30
R$ 75 por pessoa – Aceita cartões de débito e crédito
Aceita reserva para bruch durante os dias da semana

Brunch da Fundação Maria Luisa e Oscar Americano

559808_380012578706404_637716293_n

Inspiração é uma palavra boa para começar a falar deste lugar. Quem já esteve lá sabe do que se trata. Um parque com uma casa incrível, em meio a muito verde, história e tranquilidade, a FMLOA é incrivelmente pouco conhecida entre os paulistanos. Instituída por Oscar Americamos na década de 70, a fundação nasceu 2 anos após a morte de Maria Luisa e foi doada a cidade. Um lugar belíssimo em meio ao caos, onde grandes memórias ligadas à história e a cultura do Brasil são preservadas.

523184_389985931042402_772324409_n

O brunch é servido em dois ambientes diferentes, em uma sala de chás, mais fechada e parte em um espaço aberto, ambos com uma vista para o enorme jardim. Atendimento simpático e eficiente e um menu despretensioso, formam a equação certa para um bom brunch. Primeiro os matinais. Pães frescos e quentinhos, geléias, frios, mel, coxinhas e empadas. Seguindo com bolos, tortas diversas, mini-cheesecakes e doces finos. Acompanhando esses pratos, duas opções de sucos naturais, café ou chá fazem parte do pacote.

Para os que não quiserem brunch, há opções de chá e café da tarde ou à la carte. É uma experiência interessante que vai além da gula. Uma mistura entre comida, história, arquitetura e silêncio.

10665830_925534480820875_7607145398291975580_n

Fundação Maria Luisa e Oscar Americano
Av. Morumbi, 4077 – Morumbi

Ter. a Dom. das 10h às 17h30
R$ 68 por pessoa – Somente cartões de débito
É necessário pagar uma taxa de R$ 10 para entrar, independente do brunch

Brunch do Mosteiro de São Bento

thewire_02_11_saobentobrunch5

Senão o mais, um dos mais cobiçados brunches de São Paulo. Quicá do país. O brunch do Mosteiro de São Bento é praticamente uma lenda que muitos querem vivenciar. E esse não é do tipo para tomar depois de acordar tarde no domingo. Exige um agendamento prévio e é bem concorrido.

Servido no histórico Mosteiro de São Bento, no centro da cidade, o evento acontece sempre no segundo e no último domingo de cada mês e já parte do calendário cultural e turístico de São Paulo. Receitas sofisticadas de grandes chefs de cozinha da cidade somadas às iguarias feitas pelos monges dentro do mosteiro, o brunch oferece muito mais que gastronomia. Cultura, socialização, integração e história também estão no cardápio.

mosteiro-coqueirinho-009

Existe uma certa programação prévia, antes do brunch ser servido no refeitório dos monges. Acompanhado por um prosecco que faz parte do pacote, os convidados são recebidos em mesas coletivas, com lugares previamente marcados. Nas laterais portas são abertas após uma oração e dão acesso a grandes aparadouros repletos de pratos quentes, doces, salgados saladas e sobremesas. Queijos, mel, pães caseiros, geléias e outros alimentos compõem o grupo dos matinais. Boas saladas e nos pratos quentes risoto, carne, peixe e pasta. As compotas de frutas e os doces tradicionais como o pudim e a goiabada, unidos a excêntricos cremes de frutas, fecham o menu de sobremesas. Bebidas não alcoólicas também estão inclusas.

mosteiro-coqueirinho-010

Programação do Bruch do Mosteiro 
10h –
 Missa com canto gregoriano e sons de um centenário orgão a ar. Como essa missa é aberta ao público, é necessário que os participantes do brunch cheguem pelo menos meia hora antes;
11h30 – Atividade Cultural agregada ao evento, que é diferente a cada edição;
12h – Início do  brunch;
14h – Visitação guiada por um monge a algumas partes do Mosteiro;
15h30 – Encerramento.

E se alguém ainda quiser fechar com chave de ouro, ao final, é servido um café ou chá com mais algumas guloseimas. Pura gula!

mosteiro

Mosteiro de São Bento
Largo de São Bento, s/n – Centro
Brunch: Segundo e último domingo do mês
R$ 187 por pessoa – Pagamento antecipado via boleto bancário
Reservas: [email protected] • 11 2440.7837 

Brunch do P.J. Clarke’s

brunch-banner

Como não poderia ser diferente, a casa de origem nova-iorquina é carregada de elementos que rementem muito a Big Apple. Toalhas em xadrez vermelho e móveis escuros, cervejas e hambúrgueres. Seja na estética do lugar, com clima despretensioso e objetivo ou nos pratos servidos, Nova Iorque estará por ali.

Famosa quando o quesito é brunch, a casa tem uma vasta variedade de pratos tradicionais. A seleção de pães por exemplo, muito boa, indo desde um delicioso pão de campanha até delicados croissants, acompanha diversas frutas, geléias e frios. As saladas e os pratos quentes, como panquecas, bacon, linguiças e batatas, enchem olhos e estômago.

10854407_875369172524799_5528679404119989250_o

Bolos, tortas e quiches fecham com chave de ouro esse menu que é acompanhado de bebidas quentes, como café, chocolate ou chá. E frias, como pink limonade ou suco de frutas. Todas as comidas e bebidas são a vontade e estão inclusas no pacote.

cover

P.J. Clarke’s
Rua Mário Ferraz, 568 – Itaim Bibi
Sáb., Dom. e Fer. das 10h às 15h
R$ 64, 90 por pessoa – Aceita cartões de débito e crédito
Menu completo aqui.

Foto destaque: Shutterstock – Matthew Oldfield

Quem escreveu

Jo Machado

Data

28 de August, 2015

Share

Jo Machado

O Jo é do tipo que separa pelo menos 30% do tempo das viagens para fazer o turista japonês, com câmera no pescoço e monumentos lotados. Fascinado pelas diferenças culturais, fotografa tudo que vê pela frente, e leva quem estiver junto nas suas experiências. Suas maiores memórias dos lugares são através da culinária, em especial a comidinha despretensiosa de rua. Seu lema de viagem? Leve bons sapatos, para agüentar longas caminhadas e faça uma boa mixtape para ouvir enquanto desbrava novos lugares. Nada é melhor do que associar lindas memórias à boas canções.

Ver todos os posts

Comentários

  • Faltou o brunch do Renaissance, o melhor custo / benefício de todos: nível Emiliano, farta variedade (inclui até espumante) por R$ 60 / pessoa.
    - Rodrigo Pinto
    • Rodrigo, obrigado pela dica! Vamos provar e quem sabe ele entre em um futuro post. Valeu mesmo!
      - Jo Machado
      • todos sábados e domingos! o estacionamento é quase mais caro que o brunch, vale ir a pé, de bike, de transporte público ou procurar uma vaga na rua mesmo! :-)
        - Rodrigo Pinto
        • Valeu Rodrigo! Eu tentei ir no sábado mas estava fechado para um evento e domingo tava lotado já. Vou tentar nos próximos finais de semana. Valeu mesmo!
          - Jo Machado
          • :-)
            - Rodrigo Pinto
  • Esses preços dão um pouco de vergonha alheia, na contramão da situação do País. Coisa de luxo só pra classe AAAA
    - San Palheta
    • San, o brunch dificilmente vai custar menos que 50 ou 60 reais. Mas te garanto que vale o valor investido!
      - Jo Machado
  • O brunch do Ruella tbm é incrível http://www.ruella.com.br/
    - dierkes
    • Vamos provar! Quem sabe ele entre em um novo post. Obrigado querida!
      - Jo Machado
      • ;)
        - dierkes

Adicionar comentário

Assine nossa newsletter

Vivemos em um mundo de opções pasteurizadas, de dualidades. O preto e o branco, o bom e o mau. Não importa se é no avião, ou na Times Square, ou o bar que você vai todo sábado. Queremos ir além. Procuramos tudo o que está no meio. Todos os cinzas. O que você conhece e eu não, e vice-versa. Entre o seu mundo e o meu.